Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

26
Nov20

Pilares da vida - introdução

Vida de sonho

Uma das lições mais poderosas que a vida me ensinou é que andamos todos meio perdidos por aqui. Não sabemos por que motivo estamos cá, nem com que objetivo. A partir daí, navegamos pela vida à procura de algo que dê sentido a tudo isto. A verdade é: quase ninguém encontra esse sentido.

Tudo isto pode estar correto, mas enquanto estamos cá precisamos de algumas orientações, de alguns fundamentos basilares para a nossa breve experiência de sermos humanos. Estes pilares serão dinâmicos, alteram-se com as nossas experiência e aprendizagem. Estar consciente dos pilares atuais é uma grande ajudar para percebermos quem somos e como enfrentar o dia a dia.

Tópicos a desenvolver de forma individual no futuro.

16
Nov20

Terramoto interior e o Dilema das Redes Sociais

Vida de sonho

Recentemente, tomei consciência de um pensamento que provocou um pequeno terramoto interior. Refleti sobre opiniões, informações ou consequentes ações que assumo como minhas e tive que enfrentar a verdade de que não o são.

O que digo que penso ou faço tem origem em informação externa que recolho. Mais revelador ainda é constatar como mudamos à medida que recolhemos mais informação. Há um sentimento de identificação com parte da informação que estudo e escolho-a para colocar em prática no dia a dia. Gosto mais do racional que suporta o estilo de alimantação Paleo, portanto, é uma referência para mim. Mais do que o vegetarianismo ou o modelo ensinado na escola. Mas também dou atenção ao ponto de vista do vegetarismo e faço uma seleção de proteína que considera esta visão. Muito do que faço em termos de desenvolvimento pessoal é inspirado no trabalho de Robin Sharma, foi assim que tudo começou... O modo de estar no trabalho resulta de muitas horas de formação e estudo sobre performance e liderança.

Se tivesse escolhido outras fontes teria outro comportamento. O tipo de informação a que nos expomos com muita frequência tem grande impacto nas nossas ações e modo de pensar. Com o tempo, consolida-se e integramo-la como o que nós pensamos e sentimos. Integra a nossa personalidade, identificamo-nos com ela.

No meio desta fase, sai o documentário "O dilema das redes sociais", que ilustra a importância de termos consciência do acima escrito.

27
Out20

Simon Sinek - Infinite Game

Vida de sonho

Tenho acompanhado Simon Sinek e identifiquei-me completamente com este ponto de vista do infinite game. A verdade é que é assim que vejo a vida e mesmo no trabalho perguntei-me várias vezes: Porquê estes objetivos, estes números e não outros? E depois de atingirmos? O que fazer a seguir?

17
Abr20

COVIDesabafos - 17/04

Vida de sonho

Hoje tenho um dia de férias. Dormi mais um pouco, mas as tarefas não acabam: acompanhar a descendência e dar um jeito na casa.

A verdade é que para quem está em teletrabalho com filhos pequenos em casa este período é de sobrecarga. Ainda não encontrei soluções ou forma de dar a volta. Este período também tem as suas oportunidades, mas o desgaste emocional é muito forte, portanto, acabo por estar com níveis de energia e motivação abaixo do habitual. A verdade é que embati de frente num dos problemas da minha vida. O meu espaço individual de reflexão e definição de "planos de ação" praticamente desapareceu. Era o espaço que me permitia recarregar para enfrentar os restantes desafios de uma vida demasiado cheia e complexa.

Há mais de um mês em isolamento, ainda estou em luta contra a espiral negativa que o vírus provocou. É claro que isto vai passar, mas não vai ser em breve. A empresa terá uma atitude cautelosa, porque o teletrabalho está a dar resposta; mas também a falta de data de reabertura das escolas vai prender muita gente em casa.

Enfim, ainda estou numa fase de digerir o impacto violento que isto tudo teve nos meus dias. Chegará a fase em que a adaptação estará concluída, mas até lá há que digerir esta turbulência mental e emocional. Procuro não esquecer que estamos todos seguros e saudáveis (acho eu...), o que é o objetivo principal deste isolamento.

15
Abr20

Vigilância precisa-se

Vida de sonho

Não adianta desviar o olhar ou colocar paninhos quentes, isto não está a correr bem. Hoje acordei cansado e com um humor muito cinzento, nestes momentos o lado menos bom das coisas acaba por dominar a nossa mente. Mas não é a mente que mais me preocupa, é a vibração interior.

Todos sabemos que pensamentos e sentimentos são volúveis, momentâneos, passageiros. Isso é verdade até certo ponto. Quando esses pensamentos são aceites e aparecem com frequência e tempo suficiente acabamos por criar uma relação de identificação com eles: eu penso isto, eu sinto aquilo. Somos uma forma de vida complexa, a mais complexa do planeta, de tal forma que o lado emocional não está separado do físico. Quando o nosso lado emocional está negativo isso influencia todo o sistema, os neurotransmissores tomam mais forma negativa do que positiva, com efeitos físicos em termos de inflamação e níveis de energia. 

É importante vigiarmos a nossa existência nestas várias dimensões, porque não somos mais do que energia e todos estes aspetos geram uma vibração que criará uma tendência. Se somos dominados pelo lado negativo, a tendência será que nos aconteçam mais coisas negativas. É assim que funciona a energia, queiramos ou não...

09
Abr20

Fim de semana à porta

Vida de sonho

Tenho novos heróis para juntar à lista: todas as pessoas das creches e ensino básico. Isto de estar em casa com uma criança de 6 anos é dose, imagino dezenas de miúdos um dia de trabalho inteiro.

Entramos agora em fim de semana prolongado, devido à Páscoa. Estes dias em teletrabalho foram complicados, porque nem se consegue trabalhar da mesma forma, nem se consegue dar a atenção que a criançada quer. Muito menos temos tempo para nós e para as nossas coisas. Vamos ver como corre sem trabalho. Tem tudo para correr melhor, porque dará para fazer as coisas em condições. O tempo com as crianças será com mais qualidade, dorme-se mais um pouco, os períodos das refeições serão mais calmos, enfim, a expetativa é conseguir respirar um pouco melhor.

A ver vamos.

06
Abr20

O virar da maré

Vida de sonho

Seria muito natural ter férias esta semana. Semana Santa, férias escolares, feriado na sexta... Agora, em época de quarentena/isolamento já fica um pouco estanho. A verdade é que foi um apelo da empresa a que aderi, porque com a redução de atividade não faz sentido termos todos os recursos humanos no ativo. Pode parecer estranho, mas são bem vindas.

Os motivos são principalmente 2. Por um lado, com crianças em casa a produtividade desce a pique, portanto, mais vale parar, dedicar tempo à criançada e não stressar com dias poucos produtivos. Por outro lado, estamos perante uma alterção radical da forma como vivemos. Assim, ter um pouco de tempo para respirar e pensar como me reorganizar pode ter um impacto positivo nos próximos tempos. Respirar não tem sido fácil, entre trabalho e afazeres domésticos. Para mim, estes dias em teletrabalho em tempos de isolamento são mais desgastantes do que a rotina habitual. 

Resta-me investir algumas horas dos próximos dias a refletir sobre como me adaptar a esta realidade. Até agora foi tudo muito reativo, a apagar fogos conforme necessário; mas chegou a hora de virar a maré e ter a iniciativa do meu lado. 

05
Abr20

COVIDesabafos - 05/04

Vida de sonho

Duas semanas em casa, em teletrabalho. Na próxima terça-feira serão 3. Família de 4, com crianças, é muito complicado. O lado trabalhoso das tarefas domésticas gere-se, há coisas piores que isso.

A verdade é que trabalhar num escritório fora de casa permite-nos controlar grande parte do nosso dia, pelo menos eu conseguia... Tinha decisão sobre o que fazer nas viagens de metro, tinha margem de escolha no almoço, tinha metade da hora de almoço para tratar de alguns assuntos pessoais. Foi nesses períodos que consegui organizar a minha vida de forma equilbrada. Era nesses momentos de autonomia que conseguia carregar baterias para as exigências do trabalho e da família. Depois, de um dia para o outro, essa parte ruiu... Mantiveram-se as exigências do trabalho, aumentaram as exigências familiares e desapareceram os períodos de recuperação. Não me esqueço que estamos seguros e com trabalho, sinto-me um felizardo por isso.

E agora aqui estou, com a balança desequilibrada, à procura de uma solução...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D