Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.



Segunda-feira, 29.02.16

Daily journal - 29/02/2016

Nova semana a arrancar, depois de um fim de semana bem ocupado com família, amigos e hobbies. Com altos e baixos, mas vivido, como tem que ser.

Agora voltamos ao nosso dia a dia. Hoje começou bem: levantei cedo, fiz um bom exercício de peitorais e preparei-me de forma relaxada para iniciar o dia. Dia de trabalhar e planear a semana com nova abordagem: definição de objetivos diários logo na segunda-feira para ter um bocadinho para escrever neste diário. É muito bom: aprofunda a reflexão, liberta a nossa cabeça e ajuda na definição de uma boa postura para atacar o dia.

Há sonhos para lutar e é preciso manter o foco, a determinação e a crença de que é possível. Depois disso, o trabalho é indispensável, colocar as ideias na prática, desenvolvê-las, potenciá-las. A execução é fundamental, só isso materializa as ideias, projetos e sonhos. Por exemplo, ontem levantei dinheiro para a empregada doméstica, mas deixei-o na carteira. A ação ficou a meio. A intenção era entregar hoje, para começar a semana bem disposta, com confiança e motivação. Pronto, fiquei pela intenção; o efeito prático, real, esfumou-se...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 08:48

Sexta-feira, 26.02.16

Daily journal - 26/02/2016

Sexta-feira e sinto-me com bastante energia. É algo que acontece com frequência. Começo a pensar que é o stress de fechar a semana, fechar temas. O facto é que a pressão me ajuda na produtividade. Em cima da hora fico mais mobilizado, ativo, para tratar do que há para tratar. Isto irrita-me um pouco, porque poderia ter esta energia à quinta-feira... Já agora todos os dias... Qual seria o efeito de ter esta energia todos os dias?

A resposta à questão anterior é óbvia. O mais importante é pensar como maximizar o potencial de alguém com este perfil. Cá está algo para investigar e desenvolver nos próximos tempos. Posso empenhar-me em mudar esse comportamento, mas preciso de tempo para tal. Além disso, estou a trabalhar condicionamento noutras áreas. Mas também posso investigar este aspeto da minha personalidade e como o posso aproveitar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:51

Quinta-feira, 25.02.16

Daily journal - 25/02/2016

Nestes dois últimos dias, a minha jornada iniciou com particular serenidade. Levantei-me, fiz o meu exercício, tratei de mim e dos meus, fui trabalhar. Nada de especial, certo? Mas a minha rotina de gratidão e escrever neste diário estão a apresentar resultados positivos. Ontem, no meu exercício de gratidão, uma sensação de felicidade e bem estar despertou em mim e hoje uma sensação de serenidade, calma, tranquilidade.

Os desafios são grandes, não há dúvida. Estou a subir o nível em várias áreas: relação, fitness, alimentação e trabalho; mas isso faz parte da evolução, não é uma fonte de stress negativo. Antes pelo contrário.

Parece que o meu interior está satisfeito com o que se está a passar, está a dar feedback positivo. E se a minha espiritualidade é um aspeto crítico neste ano de 2016, digamos que é muito bom sinal. Estou muito satisfeito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:51

Quarta-feira, 24.02.16

Intuição em ação - 24/02/2016

Estava a escrever os meus tópicos de gratidão do dia quando fui inundado por um sentimento de bem estar, felicidade e harmonia.

Mais uma vez percebi que este processo de evolução e desenvolvimento pessoal é o meu caminho. É algo que me define, que mexe com o meu interior. Mas mais, este mastery hunting pode ser algo para partilhar e, quem sabe, ocupar o meu tempo a nível profissional. Sim, life coaching pode ser um futuro estimulante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:08

Quarta-feira, 24.02.16

Daily journal - 24/02/2016

Hoje aconteceu algo muito interessante, que mostra como nós somos o nosso próprio travão. Tenho um tema urgente para resolver, que recomenda vá um pouco mais cedo para o trabalho. A minha mulher, solidária, deu-me carta branca e assegura a descendência. No entanto, a situação não me deixou confortável.

Costumo tratar de alguns preparativos matinais, lanches, pequeno-almoço, etc..., o que não iria acontecer hoje. Ao mesmo tempo que ela me dizia para avançar sem problemas, o meu interior estava irrequieto, a pensar como dar o contributo habitual e ir mais cedo para o trabalho. Claro que as coisas não são compatíveis e acabei por fazer parte do habitual. Ajustei o exercício físico e lá saí mais cedo.

Este espisódio é revelador. O lado familiar é mais forte do que o profissional, a vontade de contribuir e apoiar a família gerou este desconforto perante a conveniência de, uma vez, sair de casa mais cedo. A entrega e o profissionalismo não estão em causa, até estive a trabalhar um pouco à noite, em casa, mas a evolução profissional implica mais envolvimento e estou a ver que no momento em que chocar com a família terei conflitos interiores. Mas nada me garante que tal vá acontecer. Para já vamos lá evoluir para o profissional que sempre quis ser, tudo o resto se encaixará. Afinal, o ser humano é mestre na adaptação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 08:01

Terça-feira, 23.02.16

Daily journal - 23/02/2016

A caminhada continua. Esta semana estou a puxar um pouco mais pelo físico, após ver uma conferência de Arnold Schwarzenegger. A conferência era sobre sucesso, mas também falou de fitness e musculação. A certa altura referiu que quando trabalhamos pesos devemos fazê-lo até falhar. Claro que estou a fazer a experiência e vamos ver os resultados.

No trabalho a luta continua. Para subir o nível tenho de me superar e o saboteur não baixa os braços, não deixa os créditos por mãos alheias. Daí a importância dos hábitos e rotinas para vencer pelas persistência e consistência.

Estou a dar mais importância à minha posição na bolsa, porque assegurar rentabilidades das poupanças é fundamental. Mas antes há que não perder dinheiro e preservar o capital.

Vamos continuar a lutar, porque o sonho da independência financeira é para agarrar e só com o meu esforço posso conseguir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:46

Sexta-feira, 19.02.16

Daily journal - 19/02/2016

O foco na área profissional e o contacto com as ideias do desenvolvimento pessoal está a levar-me a um processo de auto conhecimento mais profundo.

A verdade é que a área profissional, de que não me posso queixar, é o aspeto menos positivo da minha vida. A verdade é que venho trabalhar com profissionalismo, mas só isso, venho fazer o meu trabalho. Mas é insuficiente, tanto enquanto contributo acima da média para a empresa, como para a minha realização pessoal.

Quando me deparo com a dificuldade em subir para o nível seguinte, vejo que a minha entrega é limitada, que o meu interior não vibra, não é uma mola impulsionadora para um desempenho superior. E se o nosso interior não fornece essa energia acabamos por "estacionar". Qual é o motivo? O que me segura? Que medo ou história interior me bloqueia? É sobre isto que tenho que refletir nos próximos tempos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 11:19

Quarta-feira, 17.02.16

Daily journal - 17/02/2016

O ano já vai no segundo mês e está cada vez mais claro que o meu desafio, o fator que mais fará a diferença para um grande ano 2016 é o meu desempenho profissional.

Se quero construir uma vida de evolução, crescimento, é incontornável evoluir para o profissional que sempre quis ser. Porque além de lutar pelo sonho e contribuir para as minhas felicidade e sentimento de realização, é de onde pode vir a independência financeira.

E a verdade é que o trabalho ocupa a maior parte da nossa vida. Vamos passar a maior parte da nossa vida descontentes? Viver todas essas horas sem significado? Sem sentido? Sem satisfação? Sem realização? É hora de pensar que o trabalho tem que estar alinhado com o nosso interior, a nossa essência. Tem que estar alinhado com a forma como queremos viver a nossa vida.

Mas para isso, temos que sair das ideias que a sociedade nos incute desde cedo, do trabalho estável, com rendimento certo, para garantir a subsistência, porque afinal dinheiro não é tudo. Trabalho não é só dinheiro, é principalmente como queremos ocupar grande parte das nossas vidas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:48

Domingo, 14.02.16

Daily journal - 14/02/2016

Hoje é domingo e saí da cama às 07h00. O dia de ontem terminou cedo, portanto, a esta hora estava com o descanso suficiente. Depois de dar um biberão à J e embalá-la, arranquei para o meu exercício às 07h30. O dia começou muito bem, com exercício, barba e banho; agora o pequeno almoço de iogurte natural e sande de atum na companhia dos meus pensamentos transpostos para o diário.

Ia falar sobre o meu contacto ontem com um familiar de grande sucesso profissional e de como o meu ego quer sucesso, quer a vaidade desse sucesso, o dinheiro desse sucesso e, portanto, o desconforto que sentiu nesse momento. E comparar com a paz do início deste dia, no sossego do lar, com o exercício matinal e um lar em paz, com toda a gente a descansar. Enfim, ia continuar a discorrer sobre este desequilíbrio que carrego em mim, mas o pessoal começou a acordar e é hora de família.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 08:55

Sexta-feira, 12.02.16

Daily journal - 12/02/2016

Ontem tive um momento bastante positivo e com potencial para criar valor para a empresa. Numa reunião com a área jurídica lancámos as bases para uma intervenção muito rápida na retificação de anomalias. Estamos num campo em que se cria valor, estamos a plantar processos de controlo e intervenção imediata sobre os problemas detetados.

A verdade é que, dentro das funções atuais, já tenho uma visão para o que pretendo fazer. Assim, estes pequenos passos acontecem com naturalidade, com a força motriz de concretizar essa visão. Isto acontece em tudo na vida. No meu caso, os temas do exercício e da alimentação estão a seguir com toda a normalidade o percurso que sempre sonhei. Apenas decidi avançar e isso fez toda a diferença. São coisas que dependem de mim, portanto, os avanços foram à medida do meu empenho em os realizar.

E o que quero para minha vida? O meu sonho é ter património que gera rendimentos suficientes para me poder dedicar a usufruir da magia que é estar vivo. Usufruir da natureza; admirar o mundo à minha volta; dedicar-me ao conhecimento e aos meus hobbies; contribuir para a sociedade e ajudar os mais desfavorecidos. Mas para isso necessito acumular património e neste momento só o meu trabalho me pode proporcionar isso. Então, qual o motivo para esta prisão? O que me prende? Por que não ataco esta zona de desconforto com a determinação de quem luta pelos seus sonhos?

Tenho que ser realista: o meu subconsciente não está motivado para esta visão, não é mobilizadora. Ele quer paz interior, vida familiar harmoniosa e bem estar com a vida. Não quer dinheiro ou património, embora necessite dele para viver esse seu desejo na plenitude. Ele sabe que o lado material vem do ego e apenas o valoriza em situações sociais, onde entram as comparações e os estereótipos. Aqui está o novelo que tenho que desembrulhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:31

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.