Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

02
Set16

Daily journal - 02/09/2016

Vida de sonho

Quando pensei está na hora do meu diário algo não correu muito bem. O meu interior resistiu. Esta resistência significa que iria fazer algo forçado, portanto, ainda não é hora de aprofundar a implementação da visão de futuro.

A hora é da espiritualidade. É ao que tenho dedicado mais tempo e mais atenção, portanto, é onde está o meu foco.

Tenho aprendido de diversas fontes - vídeos online de Vedanta, Barbara de Angelis, Wayne Dyer ou Eckhart Tolle - e começo a integrar e interligar essa aprendizagem.

A nossa existência envolve um triângulo: corpo, mente e espírito (alma, consciência). O espírito é a nossa essência, o que realmente somos; a mente é utilizada pelo espírito nas atividades intelectuais e o corpo é a ferramenta operacional. A nossa grande batalha é na disitinção entre mente e espírito, porque no nosso crescimento desenvolvemos um ego (um sentimento de eu) que assumimos como a nossa essência. Na verdade, o ego é uma criação da mente, fruto do pensamento.

Esta descoberta foi um dos momentos mais importantes deste ano e dos que mais impacto tem e terá na minha vida.

01
Set16

Daily journal - 01/09/2016

Vida de sonho

Altura de pensar com palavras. Pensar com palavras é uma atividade da mente, que pretendo fazer de forma "forçada". Não completamente forçada, porque consigo sentir a turbulência no meu interior.

Estou a ler o Tao Te Ching e a identificar-me com o que Lao Tzu transmite. Simplesmente penso: estou bem, tenho tudo o que preciso, a situação atual permite-me seguir o Caminho. Mas, por outro lado, o lado profissional não segue de acordo com o Tao. Trabalho com esforço, não resulta do fluir da minha essência. Para isso necessito mudar, o que implica esforço e risco. O risco é comum a toda a gente que tem família: há responsabilidades perante os meus e perante terceiros a respeitar. Não tenho qualquer dúvida que esta zona de conforto é um travão para a evolução. Como estou, tenho tudo o que preciso e as minhas ambições materiais são ínfimas; mas a felicidade pede mudança.

Preciso de acompanhar profundamente este ponto, porque é o meu bloqueio.

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D