Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

29
Dez17

Highlights 2017

Vida de sonho

A reflexão do dia foi esta:

"Último dia útil do ano. 2017 foi o ano em que senti o poder da consistência e da sustentabilidade. Percorrer o caminho para os nossos objetivos sem esforço, com ações e ritmos adequados a corpo e mente, é algo muito poderoso. Fiz alguns ajustes neste sentido (para garantir sustentabilidade).

Resultados e evolução continuaram a acontecer, porque não desviei do caminho, mantive a consistência.

Quando juntamos estas duas coisas, o tempo é um aliado e os resultados aparecem na altura certa. As redes sociais estimulam uma mentalidade do imediato, mas esse não é o ritmo do universo."

Balanço simples mas poderoso. Senti claramente este efeito na alimentação e no exercício físico, mas também no trabalho interior. Todos os conceitos do desenvolvimento pessoal e da espiritualidade estão mais integrados. Deixaram de ser ideias que estava a tentar compreender e enquadrar, passaram a componentes efetivos da minha vida.

Foi um ano importante, de consolidação, maturação de um percurso iniciado em 2014.

28
Dez17

Daily journal - 28/12/2017

Vida de sonho

Ontem, mais um conceito muito interessante consolidou-se na minha mente. O que acontece com a vida de pessoas iluminadas, os Budas?

De acordo com a filosofia da Advaita Vedanta, com a iluminação espiritual o nosso verdadeiro ser é revelado. Defende que não somos este corpo e mente, mas sim a consciência universal que deu origem a esta fantástica criação. Assim, se o humano "comum" se identifica com um corpo e experiencia o mundo à sua volta, o ser iluminado é tudo. Não está limitado à consciência de um corpo, de uma pessoa. Sendo assim, o que acontece a esse corpo? A essa "pessoa" que pensava ser e acaba dissolvida na consciência universal?

Pois bem, esse conjunto corpo/mente continua a viver como fazia antes. Pode ter o seu emprego, a sua família, todas as atividades, no entanto, a consciência que o experiencia é muito mais abrangente do que ele, Passa a ser uma ferramenta de interação com o mundo. As pessoas à sua volta não notam grandes diferenças, porque a sua vida pode continuar da mesma forma, mas o interior desse conjunto é revolucionado.

E assim, não há qualquer incompatibilidade entre a vida comum do ser humano e um percurso espiritual. A primeira não impede a segunda, nem a segunda compromete  a primeira. Esta perceção é muito importante e reforça a ligação à espiritualidade e esta busca pela minha verdadeira natureza e pelas respostas às perguntas fundamentais da humanidade.

27
Dez17

Daily journal - 27/12/2017

Vida de sonho

Pausa para as festividades natalícias, com 3 dias de férias a ajudar. Foi uma pausa interessante, em que desliguei do trabalho, também pela necessidade de tratar das tarefas habituais da época de festas. Hoje é dia de regresso com aquela sensação de cair numa realidade completamente diferente, o que é bom sinal.

Foram dias mais familiares, não deu para grandes reflexões ou contacto com os meus temas mais críticos. É sempre agradável o encontro e contacto com a família, pessoas próximas, com uma história comum, cujos percursos pessoais apenas permitem encontros ocasionais.

Agora, é tempo de arregaçar as mangas e voltar ao trabalho para se fechar o ano. Dia 31 há mais festa.

20
Dez17

Daily journal - 20/12/2017

Vida de sonho

Natal aproxima-se rapidamente. Hoje é o último dia de trabalho antes da grande festa, tenho 2 dias de férias e sábado para concluir os preparativos e no dia 24 ser só relaxar e usufruir da data.

Recupero a ideia da consistência, porque foi das mais fortes de 2017. Essa consistência levou-me a uma forma de estar muito interessante. Levou-me a concluir que o mais importante é traçar objetivos atingíveis e planos de ação realistas, sustentáveis. Para quê uma pessoa dorminhoca planear acordar às 06h00? É um convite ao fracasso e à frustração respetiva. Para quê planear uma alimentação muito restritiva, se temos uma vida ativa? Parece-me melhor fazer as coisas devagar, em harmonia com as respostas do nosso corpo, sem forçar. O tempo é sempre nosso aliado quando somos consistentes nas nossas ações. E apenas podemos ser consistentes em planos sustentáveis, que consigamos implementar ao longo do tempo.

No passado fim de semana, dado o período festivo, comi bastantes mais doces do que habitual. A envolvência a isso levou, no entanto, no domingo à noite fiz uma refeição frugal, sem qualquer esforço. Segunda e terça apliquei o plano habitual sem esforço. O segredo parece estar nesta parelha: consistência e sustentabilidade.

 

19
Dez17

Daily journal - 19/12/2017

Vida de sonho

Comecei a pensar em 2018 e também no balanço de 2017. E de 2017 interessa sublinhar as lições, o que se aprendeu.

Foi um ano poderoso, porque teve muito de consolidação e profundidade. Este ano senti o poder da consistência. No terceiro ano de revolução, os resultados estão à vista. O comportamento da mente mudou, os conteúdos daquela vozinha interior são diferentes. As melhorias da alimentação também se notaram na saúde e no aspeto do corpo. As ações associadas ao planeamento financeiro de longo prazo começam a mostrar resultados e, de repente, esse longo prazo vai-se aproximando. Claro que o passar do tempo o aproxima, mas as ações por vezes têm efeitos melhores do que o previsto. A consistência, permanecermos no caminho, origina resultados. E se no início de uma mudança há resistência, algumas dificuldades, numa fase posterior entramos em velocidade de cruzeiro e tudo acontece naturalmente.

Também na espiritualidade foi um ano importante. A aprendizagem de Advaita Vedanta ganha alicerces cada vez mais fortes, começo a compreender bem a mensagem e a integrá-la. Não sei onde isto vai dar, mas estou mais leve, menos preocupado. Estou melhor.

15
Dez17

Daily journal - 15/12/2017

Vida de sonho

As últimas semanas revelaram-se um pouco mais complicadas para escrever umas linhas neste espaço. Viagem à capital, maior dificuldade nos horários matinais e família adoentada prejudicaram estes momentos de início de dia.

O mês de dezembro é intenso. Altura de pressão profissional por causa do final do ano e pessoal pelo período das festas. As inevitáveis compras de Natal, os diversos jantares de Natal, enfim, é uma lufa-lufa. Também é uma altura em que começamos a pensar em 2018, no que queremos para o próximo ano.

Estou numa fase de diminuição de pressão e de objetivos. Reduzir tudo ao essencial, ganhar algum espaço e liberdade para fazer nada ou simplesmente o que quiser. Sinto que necessito descansar mais um pouco. A sociedade está a evoluir para um ritmo de vida desadequado para corpo e mente. Não só a sociedade estimula esse ritmo, como nós próprios interiorizamos que devemos acompanhar esse estímulo. Faz parte da natureza do animal social, mas não é verdade. Temos a opção de seguirmos o ritmo que quisermos, não precisamos seguir os estímulos externos, mas para isso é conveniente prestar atenção aos sinais que o nosso corpo transmite.

Neste momento, o meu corpo pede descanso físico e mental. Provavelmente, essa será uma das prioridades para 2018.

13
Dez17

Daily journal - 13/12/2017

Vida de sonho

Dias de férias + dias intensos = afastamento temporário.

E ainda não é hoje que consigo dedicar uns minutos atentos a este espaço. Há coisas para recuperar e o tempo é sempre curto.

Tive 2 dias de férias com um efeito muito bom. Deu para aliviar um pouco das rotinas profissionais, baixar um pouco o stress e recuperar energias.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D