Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

06
Abr18

Contributos da espiritualidade

Vida de sonho

Um destes dias tomei um café com um familiar, algo que fazemos regularmente para falar da vida, assentar ideias, partilhar experiências, etc... Bem, uma conversa de amigos. A certa altura cheguei ao tema da espiritualidade, do autoconhecimento e da eternas questões humanas (quem somos, o que fazemos aqui, qual a origem e natureza do universo, etc...). A conversa fica bastante abstrata e surgiu a questão: afinal, em que medida estes temas nos ajudam na vida diária?

O maior contributo deste capítulo para a nossa vida é a humildade. Quando refletimos sobre quem somos e o nosso lugar no mundo, percebemos que somos um pequeno grão de pó num universo infinito, bem como uma pequeníssima parte deste enorme planeta. Percebemos que a nossa passagem por aqui resume-se a 80 anos de uma história de milhares de milhões de anos. Sim, não somos importantes. O nosso desaparecimento iria ter impacto em uma ou duas dezenas de pessoas e durante tempo limitado. A vida continua, o ser humano adapta-se a nova circunstâncias. Que remédio! Não somos tão importantes como o nosso ego acha. Sim, o ego acha que é o centro do universo. Isto é uma fonte de sofrimento apreciável, porque queremos que as coisas aconteçam de acordo com a nossa vontade e achamos que as ações dos outros são influenciadas pela nossa pessoa. Ilusões que só originam sofrimento interior.

Por outro lado, aprende-se sobre o funcionamento da mente. Percebemos que o fluxo de pensamentos que pensamos ser nós é a repetição de uma programação que fizemos ao longo do tempo. Quando repetimos as mesmas ideias, os mesmos pensamentos, estamos a reforçar o seu peso no subconsciente. O subsconsciente não faz mais do que apresentar ao consciente os pensamentos mais importantes para nós, ou seja, os que têm maior carga emocional fruto dessa repetição e reforço ao longo do tempo. Ao percebermos isto, podemos usufruir de duas vantagens importantes. Deixamos de nos identificar com esses pensamentos e tomamos consciência que os podemos mudar. Como mudar? Programando, repetindo pensamentos diferentes.

Numa conversa o tema é abstrato, no entanto, o contributo para a nossa vida do dia a dia pode ser o mais importante possível. Para mim tem sido.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D