Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

24
Jan17

Daily journal - 24/01/2017

Vida de sonho

Ontem, o meu "amigo" Robin Sharma publicou mais um vídeo. Desta vez em formato aventura, com passagem por vários locais do mundo.

É interessante verificar que ele continua a reforçar o ponto sobre autoconhecimento e até chama spiritual dimension. Não poderia estar mais satisfeito com este enfoque reforçado, porque estou justamente nesse caminho. Existem certos momentos na vida em que chegamos a conclusões poderosas. O estudo e aplicação dos conceitos de desenvolvimento pessoal representou um passo em frente na minha vida. Permitiu recuperar as rédeas do meu percurso e avançar em aspetos muito importantes, como família, exercício, leitura ou alimentação. A partir de meados de 2015, tomei consciência que a minha determinação em avançar numas áreas era bastante superior à de outras.

Ficou bem claro que é o nosso mais profundo interior, o nosso inconsciente, que dita a forma como nos comportamos em todos os aspetos da nossa vida. Acelera uns pontos e desacelera outros. No meu caso, os exemplos de exercício, alimentação ou leitura foram suportados por uma força de vontade interior que me permitiu colocá-los nos meus dias sem esforço. Já no lado profissional, por exemplo, sinto travões internos. Só em esforço, em força de vontade consciente, as coisas avançam.

Um desempenho de excelência apenas acontece se alinhado com a nossa força interior. Isto é válido para qualquer área (cônjude de excelência, profissional de excelência, pai/mãe de excelência, etc...), portanto, iniciei um processo de autoconhecimento através da meditação, estudo da área da espiritualidade e uma leitura mais atenta dos meus instintos e sentimentos. Foi um novo grande avanço, mas é um caminho longo, a percorrer com paciência.

28
Nov16

Daily journal - 28/11/2016

Vida de sonho

Mais um momento interessante no processo de desevolvimento pessoal. Está a desenhar-se um encontro de participantes num pequeno grupo de facebook. É algo muito pequeno, mas onde se partilham ideias motivadoras e reflexões. Esta ideia entusiasmou-me imenso e nas últimas horas domina os meus pensamentos. E é interessante perceber duas dimensões desse sentimento.

Por um lado, temos o sentimento de satisfação. Há algo que me entusiasma e me faz sentir alegria. É um sentimento, uma reação à ideia.

Depois, temos o ego a apropriar-se desse momento. Imagina-se a brilhar, a controlar, a orientar. Cria discursos, ideias e formas de impressionar os outros, de os maravilhar com a sua sabedoria sobre a temática. Ó ilusão! Ó armadilha! Abre os olhos e desmascara essas fantasias, só te roubam a felicidade que estes momentos te podem proporcionar.

22
Nov16

Daily journal - 22/11/2016

Vida de sonho

Pequena interrupção nas entradas para mais um passo muito interessante no meu hobbie dos vinhos. Continua a formação WSET, desta vez com o nível II, em princípio, concluído.

Durante a formação, uma ideia saiu reforçada: algumas pessoas que estavam lá por paixão viveram o curso de forma diferente das que estavam por motivos profissionais. Por um lado, não tinham a mesma pressão; por outro, sentia-se outro envolvimento. A regra não é geral, mas a vontade de saber mais, de enriquecer enquanto enófilo, pareceu sobrepor-se à utilidade do curso na carreira profissional.

A questão de se fazer o que se gosta faz realmente a diferença, quando se consegue identificar o que se gosta.

15
Nov16

Daily journal - 15/11/2016

Vida de sonho

Hoje é dia de refletir sobre alimentação. Estou a passar uma fase diferente. Iniciei alterações na minha alimentação, com o objetivo de ser mais saudável. Depois, com o exercício físico, efetuei alguns ajustes para coordenar a alimentação com os objetivos de fitness. Os objetivos de fitness foram reduzidos ao mínimo e os que mantenho nem são por mim, embora o ego goste das reações exteriores...

A questão é simples: faz sentido manter uma alimentação saudável, pela importância que a saúde tem na nossa vida "material". Submeter a alimentação ao fitness envolve a vaidade, ou seja, reforça a nossa ligação ao corpo e a posição do ego. Esta segunda parte representa um caminho que não desejo, mas que existe e tem a sua força.

Parece fácil ler estas palavras e dizer: então muda a abordagem... Pois é, mas a mente continua a olhar para a definição muscular e preocupada com o aspeto. Eu sei que deixarei mais facilmente a vaidade do que o lado saudável da alimentação, é o meu interior que mo diz, mas não será num estalar de dedos. Paciência precisa-se.

09
Nov16

Experiência Espiritual - 09/11/2016

Vida de sonho

Acabei de ler uma frase que me dividiu: Do more than just exist.

Olho para ela à luz do desenvolvimento pessoal e encaixa perfeitamente; olho para ela à luz da espiritualidade e já não é bem assim. Somos criaturas do universo, criadas para existir, experienciar. Apenas existir é o motivo da nossa criação, mais do que existir já entra no âmbito da interação egóica no mundo. Não tem nada de mal, mas convém ter uma base espiritual, para que vivamos alinhados com a origem de toda a vida.

26
Out16

Experiência Espiritual - 26/10/2016

Vida de sonho

Continuo a percorrer o caminho e o caminho é para percorrer. Mas as últimas horas têm sido difíceis: cansaço, sonolência, níveis de energia em baixo, logo, menos bem estar. Embora associe isto a questões alimentares, tem impacto na vitalidade e na determinação com que enfrentamos os nossos desafios e projetos diários.

Tenho estado em contacto com vários conteúdos sobre o tema e há uma linha comum: o Ser ( I Am). O único facto é que existimos, a única perceção real é que temos consciência. E alguns místicos indicam claramente que é onde nos devemos focar para a realização. Todo o caminho do autoconhecimento leva-nos a essa conclusão: eu existo. E apenas isso, o corpo e a mente são fugazes, em constante mutação, evolução. Apenas a existência se mantém, é o único aspeto permanente nesta experiência que chamamos vida.

E tudo parece muito simples, focar no eu existo. E seria se não tivéssemos um ego e uma mente que percorreram um caminho durante anos e não vão baixar os braços. Será a determinação ao longo do tempo que levará a uma evolução e maturidade espirituais. Qual será o fim? Imprevisível. Para quê pensar nisso? Vamos fazer o trabalho no dia a dia e os resultados aparecerão, tal como nas outras áreas da vida.

25
Out16

Daily journal - 25/10/2016

Vida de sonho

Ontem visitei um familiar que teve um problema de saúde grave (AVC). São momentos de emoções fortes e especialmente momentos de contacto com a nossa fragilidade. Somos uns seres complexos e frágeis, com egos desproporcionais. Ao mesmo tempo, perante adversidade, mostramos o que valemos e a nossa natureza revela a força que nos fez sobreviver neste planeta e desenvolver as habilidades mentais que nos permitiram uma evolução explosiva.

E isso parece dar-nos a arrogância de esquecermos a mortalidade do corpo e a natureza temporária da nossa experiência de vida. Permitimos que as pulsões do ego nos dominem e vivemos para ter mais, ter razão, ter controlo, impor a nossa vontade, sentir superioridade, etc... E no meio destes desejos irreais só conseguimos frustração, infelicidade,  tristeza, depressão e solidão. Mesmo que pelo meio aconteçam momentos agradáveis e se consiga atingir bastantes objetivos, a eterna busca de mais é fonte de eterna insatisfação.

E por isso, nada como ler o Tao Te Ching que a certa altura nos diz para saber quando chega, quando é suficiente. Quando enchemos demais, entorna-se.

 

20
Out16

Experiência Espiritual - 20/10/2016

Vida de sonho

Ontem vi um pequeno vídeo muito interessante. Apresentava testemunhos de pessoas que tiveram experiência espirituais intensas, incluindo iluminação.

 

À medida que o tempo passa, o sentimento de que as coisas são simples e nós (o ego) as complicamos cresce em mim. A mensagem que estas pessoas transmitiram também contém esta ideia. Pode acontecer a qualquer pessoa, não são os escolhidos, nascidos em certas condições, com certas condições ou atributos. Qualquer pessoa que faça o trabalho espiritual pode atingir o conhecimento maior.

Sigamos o caminho do autoconhecimento, de forma consistente e focada. Não é preciso largar tudo e ir para os Himalaias, como tudo o resto façamos a nossa parte e os resultados aparecerão. Mas precisamos fazer a nossa parte...

19
Out16

Daily journal - 19/10/2016

Vida de sonho

Nos últimos dias tenho pensado nos meus planos de leitura para 2017. É verdade, já penso em 2017, sem saber o que acontecerá amanhã...

A leitura do livro em que Wayne Dyer reflete sobre o Tao Te Ching (Novos Pensamentos para uma Nova Vida) mudou a minha postura sobre leitura. Já tinha decidido focar as leituras nas áreas de desenvolvimento pessoal e espiritualidade, no entanto, a profundidade do Tao Te Ching e a poderosa identificação com a sua mensagem obriga a uma abordagem diferente. Elegi o livro como companheiro de viagem, livro de leitura permanente, para que possa refletir adequadamente sobre o que Lao Tzu nos transmite.

Depois, li Um Novo Mundo, de Eckhart Tolle, que também exige uma releitura calma e mais profunda.

Conclusão, os livros destas áreas necessitam ser estudados, não "apenas" lidos. Assim, para 2017, se tudo correr bem, vou eleger 4 livros para dedicar um trimestre a cada e o estudar. Ainda não decidi se o Tao será um deles ou se mantenho na categoria de livro permanente (provavelmente será assim).

28
Set16

Daily journal - 28/09/2016

Vida de sonho

O meu ego teve uns dias de férias e interrompeu este registo diário. Este período teve aspetos muito importantes.

Foi marcado pelo arranque do ano escolar da descendência, que felizmente decorreu de forma serena, da melhor maneira.

Também houve tempo para o trabalho na área da espiritualidade / desenvolvimento pessoal. Aprofundou o livro Um Novo Mundo, de Eckhart Tolle, em que aprendeu imenso sobre a dicotomia ego/consciência. O livro é fenomenal e teve um impacto elevadíssimo sobre o discernimento com que o ego atua na vida.

Teve também oportunidade de tomar um café alongado com um familiar, onde trocaram bastantes impressões sobre os temas do desenvolvimento pessoal e espiritualidade. Sente que está a ajudar alguém e fica muito satisfeito.

Foi um período muito frutuoso, mas também muito afetado pela doença de um familiar que o deixou muito apreensivo. Continua a sua busca, o seu caminho, e estes choques emocionais reforçam o seu instinto de que está no caminho certo.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D