Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.



Quarta-feira, 21.03.18

A ideia mais importante

Fiz um pequeno exercício: de todas as ideias com que contactei nos últimos anos, qual a mais importante? O exercício revelou-se menos difícil do que o esperado. O que nos devemos lembrar todos os dias é o que somos e a nossa dimensão no universo.

Somos parte da criação, do universo. A humanidade não sabe como nem porquê foi criado o universo, portanto, tanto podemos acreditar numa forma de vida transadental que criou tudo isto ou não. Seja qual for a inútil crença que tenhamos (seja a primeira ou a segunda...) foi-nos dada a oportunidade de viver, experienciar a criação. Somos por isso uns privilegiados, recetores do milagre da vida. Um mínimo de gratidão por esta dádiva deveria originar um amor e cuidado por esta pessoa que somos (cuidar do corpo, mente e espírito). Amar e cuidar de nós próprios será a primeira forma de agradecimento por esta oportunidade mágica, inexplicável pelo nosso conhecimento científico.

Há teorias que o universo afinal é finito. Embora possa ser, para a nossa capacidade de entendimento é como se fosse infinito, já que não conseguimos imaginar algo de tamanha dimensão. Além de virtualmente infinto, também existe há milhões de anos. Conseguimos imaginar milhões de anos? Existem também milhões de galáxias, estrelas, sistemas solares, etc... Numa dessas galáxias existe um sistema solar enorme, o 3º planeta mais próximo tem uma diversidade gigantesca de formas de vida, uma das quais é o ser humano. Existem mais de 6 mil milhões de seres humanos neste planeta. Cada um de nós é um deles, uma pessoa em 6 mil milhões, que tem uma existência física, em média, de 70-80 anos. Somos um grão de pó no universo e a nossa passagem por aqui é um piscar de olhos no tempo.

Assim, a ideia mais importante é a humildade, perceber que somos parte da criação, mais um elemento, como as árvores, pedras, rios ou montanhas. Perceber e interiorizar isto leva-nos a uma existência mais feliz. Não temos nenhuma missão, nenhum destino, nada que é suposto fazer. Não somos importantes, nem o mundo e as pessoas à nossa volta devem ceder à nossa vontade e às nossas ideias. Apenas necessitamos ser gratos e usufruir deste milagre, desta oportunidade que nos foi dada de bandeja, com as coisas boas e menos boas associadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:44



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.