Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

25
Mai17

Daily journal - 25/05/2017

Vida de sonho

Um dia intenso, em termos profissionais. Efetuado o balanço de 2016 - nem foi bom, nem mau - o ego lá se manifestou.

Não gostou do balanço. Em primeiro lugar, não é o melhor do mundo, o que o deixa desagradado. Em segundo, não gosta de enfrentar o que corre menos bem, isso não é possível acontecer. Em terceiro, regista-se a reação mais positiva. Reconheceu que o que correu menos bem foi da sua responsabilidade, ou seja, mostra-se capaz avaliar as coisas sem vitimização.

Os motivos estão identificados e até escritos aqui ontem. A falta de identificação com o trabalho. A situação atual tem 3 pontos positivos: o nível de rendimentos permite uma vida familiar equilibrada (sem luxos, mas sem preocupações); a empresa mostra-se sólida e estável; e há alguma consideração exterior pelo percurso que fiz na empresa. O nível salarial e a sensação de estabilidade são as âncoras que me prendem aqui e que inibem de procurar alternativas. E a minha mente agarra-se a qualquer argumento para se ligar e reforçar essas prisões.

O outro lado da moeda, é que aspetos importantes da vida estão bem e contribuem para estar feliz: saúde, alimentação, exercício, família e bobby. O que se mantém sem dar um contributo positivo é o trabalho. Por um lado, o meu sonho é viver sem necessitar de trabalhar, isto implica uma falta de ligação ao trabalho, uma falta de significado atribuída à vida profissional. Por outro, os níveis de empenho estão baixos. Verifico isso, porque o desempenho tem origem no profissionalismo e na força de vontade, não vem daquela força interior que faz com que as coisas aconteçam. E percebo melhor este ponto, porque nas restantes área da vida isso acontece. Estou em flow, tudo acontece naturalmente. As preocupações com a família direta acontecem, os cuidados alimentares acontecem, o exercício físico acontece, etc. No trabalho há esforço. A diferença é grande. Necessito resolver isto no meu interior.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D