Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.



Quarta-feira, 24.10.18

Dor e revolta

Há 2 dias escrevia sobre a visita a uma criança de 4 anos com cancro, hoje vou ao funeral...

Existem coisas incompreensíveis, inexplicáveis, injustas e revoltantes. Uma delas é crianças passarem por este drama chamado cancro. Não se consegue aceitar.

Nestes momentos volta-se sempre às mesmas questões, eternas e sem resposta. Existe Deus? Se existir, como permite que estas coisas aconteçam? Por que motivo vivemos num mundo assim, recheado de dor e injustiça? Por que motivo foi criado desta forma? E o nosso papel aqui? O que estamos aqui a fazer? Porquê? Com que objetivo? A nossa mente dispara questões atrás de questões, de forma imparável, todas com a mesma resposta: não sabemos!

Nestes momentos sentimos a fragilidade do ser humano, a nossa insignificância, a nossa impotência. Na vida acontecem coisas que nos transcendem, contra as quais nada podemos fazer. Coisas boas e coisas más, mas a verdade é que quando pensamos desta forma é mais facilmente derivado de acontecimentos desagradáveis.

No meio de toda esta falta de respostas, todos os dias temos que tomar uma decisão importante: o que vou fazer com a minha vida? É uma decisão tomada sem uma base sólida, não sabemos quem somos, de onde vimos, para onde vamos. É uma decisão que origina um rumo incerto, porque o destino pode ser desejado e planeado, mas chegar envolve probabilidades, não certezas.

Será rendermo-nos ao que a vida nos apresenta a solução? Aceitar uma espécie de destino? Ou acaso? A verdade é que o acaso parece ter um grande papel...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 12:11


4 comentários

De Ana a 24.10.2018 às 12:42

De Anónimo a 24.10.2018 às 13:19

Nada é por acaso. Um dia tudo entenderemos.

De gatodeloiça a 25.10.2018 às 23:09

Eu acho que as pessoas nunca se rendem, mesmo nas situações adversas, por isso lutam contra, ou sonham com. Também sei que temos muito a ideia que o nosso destino está relacionado com as decisões ou escolhas que tomamos ou tomámos no passado, e em parte é verdade, mas facilmente o destino, ou acaso, pode bem passar a perna a tudo isso, à vida como projetaste, sonhaste ou até decidiste.

De Vida de sonho a 26.10.2018 às 10:32

Grande verdade! Há uma força interior, uma chama, que nos impele e permite dar a volta e avançar. Aparecem forças que se pensa não existirem, não se sabe bem de onde. A nossa existência está ainda recheada de mistérios e resta-nos navegar o melhor possível. Sou apologista de fazermos o que está ao nosso alcance para uma vida melhor, mas conscientes do que não controlamos. Obrigado pela visita.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.