Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

09
Mai18

É simples

Vida de sonho

Tudo é muito mais simples do que nós pensamos ou avaliamos. O ser humano, por exemplo, provavelmente é a forma de existência mais complexa do planeta (não tenho formação em biologia, portanto, não posso afirmar que é), mas a nossa atuação pode ser resumida numa frase. Procuramos o que nos faz sentir bem e evitamos o que nos faz sentir mal. Essencialmente, procuramos evitar a dor (física ou emocional).

Contacto diariamente com os temas da espiritualidade e do desenvolvimento pessoal. São áreas a que o nosso ego tem tendência para ser "alérgico". O desenvolvimento pessoal levanta logo as defesas e se dissermos auto-ajuda, então, disparam logo alarmes: eu cá não preciso de ajuda! A espiritualidade entra numa dimensão para além da mente, da ciência e do materialismo, logo, é algo fora do cânone ocidental.

Então, por que motivo são temas tão importantes para mim? Justamente porque me fazem sentir bem. Ajudam-me no meu dia a dia a levar a vida para a frente, a percorrer o meu caminho. Têm um contributo importante para o meu bem estar. O desenvolvimento pessoal ajudou-me a tomar as rédeas, cuidar de mim e voltar a fazer coisas importantes para o equilíbrio interior. A espiritualidade ajuda-me no meu percurso de autoconhecimento, bem como nas interrogações filosóficas sobre nós, o mundo, a origem de tudo isto, etc... E só esse contributo para o bem estar faz com que sejam presença diária nos meus dias.

É simples...

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Vida de sonho 13.05.2018

    A Igreja é uma organização enorme. Sofre do mesmo problema das organizações, a partir de certa altura é necessário defender os interesses da própria organização, por vezes mais do que os princípios que estiveram na sua génese. Mas os ensinamentos da Igreja Católica são apenas uma parte do que é espiritualidade. Não esquecer que existe Islamismo, Hinduísmo, Budismo (não tanto uma religião), Taoísmo (que adoro) e muitas outras abordagens. Prefiro os ensinamentos Orientais, tanto religiosos como filosóficos (Advaita Vedanta).
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D