Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.

Vida de Sonho

03
Mai17

Experiência espiritual - 03/05/2017

Vida de sonho

O dia começou com uma ideia muito forte: se nascemos sem ego, como podemos ser o ego?

Associamos a nossa existência à nossa personalidade, a esta pessoa que pensamos que somos (ego). Eu sou esta pessoa, com este nome, aquela idade, estes gostos, aqueles valores, esta maneira de ser, etc... No entanto, quando nascemos, não temos essas características. Simplesmente existimos. Ao longo da existência, a nossa mente recolhe um conjunto de experiências, ensinamentos, informações em geral e guarda com especial atenção parte dessa informação.

A partir daí, esse conjunto de informação com que a mente se identifica origina uma personalidade, o ego. Dado haver uma carga emocional associada a essa informação (pensamentos, sentimentos, modos de estar e atuar), a mente contacta tantas vezes com eles que acaba por os estabelecer no subconsciente de forma muito enraizada. Constituem, assim, o nosso ego. Nada mais do que um conjunto de informação com tal carga emocional associada que nos identificamos com ela, sentimos que é a nossa identidade, o que nós somos. É um processo contínuo, porque diariamente temos experiências. A intensidade de algumas coloca-as no grupo da nossa identidade, enquanto outras são "retiradas". O conteúdo do ego está em constante mudança, mas a nossa existência não. Existimos sempre, acompanhamos essa evolução.

A ideia forte do dia de hoje é que nós existimos antes de esse ego ser construído, portanto, não podemos ser o ego. Se fôssemos o ego, não existiríamos sem ele. Uma mesa de madeira é madeira. Antes de ser mesa era madeira, que foi moldada em forma de mesa. Se desmontarmos a mesa continuarmos a ter madeira (a verdadeira essência mantém-se).

Uma ideia com forte carga emocional que surgiu hoje é que não sou o ego, porque existo antes dele. O ego reforçou a componente de que a minha essência não é o ego. Não deve ser agradável...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D