Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.



Segunda-feira, 29.10.18

Ideias soltas

Ontem o meu sogro fez 70 anos. Aos 70 anos já temos uma experiência de vida respeitável, já se passou por muito, vimos muitas coisas, passámos por muitas coisas e aprendemos. Em várias pessoas com mais idade encontro um estado mental invejável. Encontra-se mais vezes calma, serenidade, abertura para o próximo, para uma conversa amigável, disponbilidade e encanto perante as crianças, notável...

Curiosamente, a malta dos 30/40/50 ainda está na caçada, ainda está orientada pelos desejos do ego e a procura de algo que vá trazer felicidade. Está no topo das suas capacidades, dada a maturidade físico-mental, mas ainda está à procura, a atenção ainda está virada para fora. Isto é o que observo, mas também eu próprio me identifico com essas características. Estar a escrever estas linhas significa mesmo isso, a criação deste espaço diarístico teve um objetivo inicial (clarificar e sistematizar ideias), logo, estou à procura de algo. Como todos, procuro estar bem, mas enquanto continuar a procurar, estou a depender de algo externo a mim. Mesmo que seja algo com origem em ações minhas.

As diversas fases da vida exigem papéis diferentes. A fase da luta tem muito de agradável, com a nossa capacidade de fazer coisas acontecer a proporcionar muita satisfação. É pena que a nossa fonte inesgotável de desejos quase não permita usufruir das conquistas, já que o final de um acaba por ser o início de outro. Acho que nunca me cansarei de repetir este tema da caçada, dos desejos e a insatisfação permanente, porque são necessárias muitas repetições para que uma ideia se integre no nosso inconsciente e se torne parte da nossa identidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:31


2 comentários

De gatodeloiça a 29.10.2018 às 15:12

Gostei do teu texto, principalmente da ideia da caçada!
Se bem que eu acho que a verdadeira satisfação deverá vir de dentro para fora, ou seja partires de ti, de um desejo, talento ou outro, que se possa refletir no plano real; que se prolongue. Se procurarmos apenas a satisfação no plano exterior, poderá não ser tão satisfatório, penso que não será uma satisfação plena, além de que ficaremos sempre dependentes da variável do outro, do exterior, e poderá não ser pleno.

De Vida de sonho a 30.10.2018 às 10:18

100% de acordo. Super!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.