Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Sonho

A nossa vida de sonho constrói-se, aqui temos simplesmente algo próximo de um diário.



Terça-feira, 22.05.18

Temos sempre uma opção

Ontem foi um dia muito complicado no trabalho. Conversa difícil com o chefe, muito pouco positiva. Quer queiramos, quer não, o trabalho é uma parte muito importante da nossa vida e causa bastante impacto.

Naturalmente, os pensamentos e sentimentos que se manifestaram foram intensamente negativos. Faz parte, a vida vai sempre apresentar-nos momento bons e momentos duros. Durante umas horas convivi com esses sentimentos, não tentei suprimi-los. Também não conseguiria, porque a elevada intensidade com que se manifestavam não o permitia. Não há qualquer problema com essa turbulência, na prática não conseguimos evitar que pensamentos ou sentimentos apareçam. Mais tarde, uma conversa conjugal sobre o tema também contribuiu para aliviar a pressão emocional. O ponto final foi uma noite de sono. E dormi como qualquer outra noite.

A diferença ocorreu hoje de manhã. E a diferença apareceu com a ajuda de todas as horas que dediquei à área do desenvolvimento pessoal. Lembrei-me da fórmula de Jack Canfield, que nos diz que o resultado final é igual ao evento + a nossa reação. Tinha uma decisão a tomar: ia permitir que uma situação no trabalho comprometesse o meu bem estar? Claro que não. Quando estamos conscientes dos sentimentos e pensamentos que aparecem, conseguimos dar-lhes atenção e deixá-los que nos dominem ou identificá-los e deixá-los ir e vir.

Quem não está dentro destes temas da espiritualidade e desenvolvimento pessoal não percebe o quanto está nas nossas mãos permitir que estes turbilhões nos dominem por muito tempo. Eles aparecem, é inevitável, não está no nosso controlo. Mas temos sempre uma opção: alimentá-los ou deixá-los ir e vir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:38


4 comentários

De Albertino Ferreira a 23.05.2018 às 12:31

Ainda bem que, no momento, não tinha uma arma à mão

De Vida de sonho a 23.05.2018 às 21:32

Eh! Eh! Não era caso para tanto, mas deixa-me sempre a pensar como a vida profissional pode ser fonte de sofrimento para tanta gente. Deve ser bem mais do que o que se perceciona, porque muita gente sofre em silêncio.

De Narciso Baeta a 23.05.2018 às 16:04

“A loucura dos poderosos não pode passar sem vigilância” – Hamlet

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.