Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida de Sonho

Todos os dias temos uma decisão a tomar: o que vou fazer com a minha vida? Por aqui registo reflexões sobre essa guerra.



Sexta-feira, 19.01.18

Vida profissional em flow

Por vezes temos dias de trabalho diferentes. Ontem tudo fluiu, os temas foram aparecendo e sendo tratados, sem grande stress, antes de forma natural, ao meu ritmo. Foi uma tarde em flow (conceito do livro Fluir, de Mihaly Csikszentmihalyi). As horas passam sem notarmos e simplesmente fazemos o que temos que fazer. A mente irracional está próxima de quieta, apenas o intelecto está a funcionar e a ajudar na execução das tarefas. Com o ego suspenso, a sensação de bem estar é bastante superior. São momentos a recordar, é o que devíamos ter diariamente no nosso trabalho.

Pois é, é o que deveríamos ter diariamente no nosso trabalho. E a verdade é que todos podemos ter. Podemos ter de duas formas: fazermos algo de que gostamos ou suspendermos o ego. O primeiro caso é óbvio. No segundo reside a fonte de tanta insatisfação no mundo do trabalho. O nosso ego não é muito diferente no trabalho do que é na componente não profissional. Queremos ser apreciados, valorizados, queremos ter uma opinião, queremos ter razão, queremos que as coisas aconteçam de acordo com a nossa visão. Naturalmente, quando estamos integrados numa organização há uma estrutura hierárquica, com a correspondente capacidade de decisão. Assim, quem ocupa um lugar com capacidade de decisão, decide; quem não ocupa, não decide. É claro, transparente. Exceto para o nosso ego, que não está interessado nessas invenções do intelecto.

Quando trabalhamos a esperar elogios, a criar expetativas de evoluções na carreira ou aumentos de ordenado estamos a plantar a semente do descontentamento. Esses nossos desejos podem vir a ser concretizados, mas tal não depende de nós. Assim, se eu quero ou acho que deve acontecer isto ou aquilo não implica que os decisores concordem. O timing dos decisores é que conta.

Então, como abordar o nosso dia a dia? Com uma atitude inspirada no Tao. O Tao diz-nos que o sábio faz as suas tarefas sem esperar resultados. Faz o que tem a fazer e deixa o resultado do seu trabalho seguir o seu percurso, não reclama posse. E assim estamos em flow. Há uma tarefa a fazer, fazemos. Após concluída deixamos que siga o seu percurso, desligamos e partimos para a próxima. Isto não é mecânico, não é uma abordagem tipo linha de montagem acéfala. Em cada uma fazemos o nosso melhor, mas aquele tema, aquele assunto, não é nosso. Passou por nós, demos o nosso melhor contributo e seguiu o seu caminho. Novas coisas para fazer aparecerão, aparecem sempre, é assim que o universo funciona. Em fluxo constante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Vida de sonho às 09:25



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.